Artigo

Como evitar o escurecimento das axilas?

Depois da depilação é comum que apareça algumas manchas nas axilas, virilhas e também no buço. Este escurecimento da pele pode incomodar.

 

O escurecimento pode ocorrer devido à depilação com cera quente, pois pode queimar a pele e estimular o aparecimento e formação da melanina. Nesta região é conhecida como hipercromia pós-inflamatória. Mas as mulheres que fazem a depilação com as lâminas o aparelho pode machucar a cútis e por isto, ela inflama e tem essa reação, podendo aumentar a produção de melanina no local e garantir o escurecimento da área depilada.

Nos casos onde a pele fica muito queimada no sol quando ocorre à depilação é possível que apareça as manchas, conforme especialistas. No entanto, este sintoma também pode ser decorrente aos casos onde a mulher possui pelo grosso ou alergia ao desodorante, podendo irritar a pele e garantir o escurecimento.

Além destes materiais, o uso de creme depilatório também pode causar manchas na pele e nas axilas, ou seja, pode ficar pior se os produtos ficarem muito tempo no local, garantindo a irritação e a hiperpigmentação pós-inflamatória.

Na fase aguda é possível que sejam tratadas como queimaduras, porém, para situações com bolha ou vermelhidão, o correto é utilizar soro fisiológico gelado e tratar como as manchas comuns, com despigmentantes e anti-inflamatórios.

O que causa escurecimento nas axilas?

Axilas pigmentadas ou escuras são um problema que pode ser causado por vários fatores, como:

  • Desodorantes e antitranspirantes: Esses produtos contêm diferentes tipos de produtos químicos, como parabenos, álcool, fragrâncias, etc., que podem inflamar a pele. Com o tempo, a inflamação causa espessamento e escurecimento da pele.
  • Depilação: Axilas escuras podem ocorrer quando os melanócitos (células de pigmento) em sua pele se multiplicam em uma taxa incomumente rápida. A produção excessiva de melanócitos pode resultar da irritação causada pelo barbear repetido das axilas.
  • Hiperpigmentação: É uma condição da pele caracterizada pelo excesso de produção de melanina (pigmento da pele) pelos melanócitos. Você pode experimentar hiperpigmentação devido ao aumento dos níveis de um hormônio que desempenha um papel fundamental na produção de melanina.
  • Melasma: É uma condição que causa a formação de manchas escuras na pele. O melasma afeta principalmente pessoas de pele mais escura. Problemas hormonais, estresse e doenças da tireóide são conhecidos por aumentar o risco da doença.
  • Acantose nigricans: É um distúrbio de pigmentação que ocorre quando as células da camada mais externa da pele começam a se reproduzir rapidamente. Acantose nigricans é causada principalmente por altos níveis de insulina no sangue. Também pode ser causada por obesidade, medicamentos e outras condições médicas.

Como evitar o escurecimento das axilas

depilacao laser axilas
Depilação a laser nas axilas

Para ficar livre das manchas a alternativa é fazer depilação a laser, assim é possível eliminar o pelo por completo, pois é possível acabar também com o escurecimento da região, que é consequência da inflamação do próprio pelo, pois nestes casos eles podem encravar e manchar a pele.

Outra maneira de cuidar contra o escurecimento das axilas é não utilizar a cera e a lâmina, pois estes materiais podem ferir e manchar a pele. Se a pessoa não tem como fazer a depilação definitiva o ideal é optar pela cera fria e manter o cuidado contra a exposição solar antes e depois da depilação.

Geralmente o método depilatório pode causar um traumatismo na pele e pode ser o responsável por estas manchas.

Esfoliar: Use uma esfoliação suave para esfoliar a pele das axilas. Limite a esfoliação a não mais de 3 vezes por semana.

Pare de fumar: Segundo pesquisas, fumar aumenta a concentração de pigmentação de melanina na pele e leva à hiperpigmentação. Isso causa ainda mais escurecimento da pele das axilas.

      

Dicas para clarear as axilas

Para clarear a região o ideal é utilizar despigmentantes como a hidroquinona, ácido kójico ou ácido fítico, no entanto, estes produtos precisam ser descritos pelo dermatologista. Já se as manchas forem persistentes a alternativa é optar pelos peelings em consultório ou fazer a aplicação do laser.

Através do peeling é possível renovar a pele graças ao atrito, pois no processo as manchas são removidas permitindo que nasça uma pele nova no local. Já o peeling químico clareador utiliza o ácido glicólico, que ocasiona a descamação e remove a pele, enquanto o ácido kójico atua como clareamento.

Além disso, as mulheres que sofrem com as axilas escuras, utilizam desodorantes clareadores. Em sua fórmula estes produtos agem no processo de renovação natural da pele, ou seja, garante remover as células escuras em apenas quatro semanas.

Conforme dermatologistas estes produtos possuem ativos clareadores, porém com baixa concentração, portanto, se a mancha for intensa é possível que os ativos não sejam suficientes para agir no clareamento.

A descoloração pode ser até genética, e às vezes pode estar associada a condições médicas, como diabetes.

Agende uma consulta através do nosso WhatsApp

Dra. Juliana Toma – Médica Dermatologista pela Universidade Federal de São Paulo – EPM

Clínica no Jardim Paulista – São Paulo – SP

Dra. Juliana Toma

CRM-SP: 156490 / RQE: 65521. Médica Especialista em Dermatologia pela SBD. Residência Médica em Dermatologia pela UNIFESP - Universidade Federal de São Paulo. Pós-Graduação em Dermatologia Oncológica pelo Instituto Sírio Libanês. Pós-Graduação em Pesquisa Clínica - Principles and Practice of Clinical Research - Harvard Medical School (EUA).

Deixe o seu comentário