Laser para melasma – saiba tudo sobre

Se você tem manchas e melasma no rosto e já está cansado de usar clareadores tópicos, sente que eles não funcionam mais, associar o laser ao seu tratamento pode fazer toda a diferença para revolucionar o seu tratamento.

Se você quer saber mais sobre laser para melasma, como funciona, qual o melhor, quando iniciar este tratamento, este post é para você.

Leia mais sobre o melasma e suas principais causas!

 

1 7

Qual é o melhor laser para melasma?

O melhor laser para melasma é o laser especializado em remover pigmentos, aquele que o alvo do laser é a melanina. Atualmente o melhor laser para melasma é o NdYag 1064.

Existem dois tipo principais de Laser NdYag 1064:

Laser NdYag 1064 nanosegundos Q swiched
Laser NdYag 1064 picosegundos

Calma, não fique desesperado com esses nomes difíceis, vou te explicar a seguir a diferença entre eles.

Como funciona o laser para melasma

Para você conseguir entender a diferença entre esses dois tipos de laser, primeiro você precisa entender um pouquinho como esse tipo de laser funciona.

Existem muitos tipos de laser, com diversas finalidades diferentes. Por exemplo, alguns lasers melhoram rugas, cicatrizes, outros removem pelos, melhoram flacidez, removem vasinhos, estrias, celulite, dentre tantos outros. Para cada um desses objetivos existe um tipo de tecnologia diferente. 

O laser utilizado para remover pigmento é o laser NdYag 1064.

Como ele funciona: o feixe de luz de alta energia atinge a melanina e a fragmenta em pequenas partículas, de forma a facilitar sua remoção pelo próprio corpo. Seu corpo, mais precisamente o seu Sistema imunológico, é o responsável por eliminar esses fragmentos de pigmento. Sim, seu corpo elimina a melanina, e não o laser. Esse processo de remoção da melanina pelo corpo leva um tempo, por isso, é necessário um intervalo mínimo entre as sessões. Esse intervalo varia conforme o laser e a experiência de cada médico.

 

Afinal, qual a diferença entre laser de picosegundos e nanosegundos?

A diferença está na velocidade do pulso. O laser de picosegundos é uma evolução e uma tecnologia mais nova em relação ao laser nanosegundos. Entrega uma energia maior em uma velocidade menor. Por ser mais rápido, dissipa menos calor, sendo conhecido como “laser gelado” ou “laser frio”. Por não apresentar efeito térmico, é uma tecnologia com menos efeitos colaterais e mais segura para algumas doenças como melasma, por exemplo, que pode piorar com o calor.

Um pouco mais sobre o Laser de Picosegundos

O pulso ultra rápido atinge o pigmento, fragmentando-o, agindo efetivamente no alvo. Esse fragmento de pigmento é absorvido naturalmente pelo organismo. O dano ocorre somente no alvo, preservando a superfície, não promovendo descamação da pele, podendo ser feito em qualquer época do ano, não atrapalhando sua rotina. Uma característica bem legal desse laser, um dos seus grandes diferenciais, é que ele não gera calor e, por isso, ficou conhecido como ‘laser frio’. Sendo super seguro para algumas doenças como o melasma, por exemplo, que podem piorar com o aquecimento.

Quando é indicado

O laser é indicado para qualquer pessoa que queira clarear manchas de melasma.

 

Lembrando que o controle do melasma requer mudança dos hábitos, uma rotina de cuidados com a pele e associação de tratamentos tópicos, remédios orais e procedimentos como o laser.

Cuidados após as sessões

Alguns cuidados são necessários  nos dias seguintes ao tratamento. Entre eles é importante ressaltar:

Evitar exposição solar durante 15 a 20 dias depois da aplicação do laser;
Usar protetor solar com alta proteção na região tratada;
Evitar banhos de piscina ou de mar na semana seguinte após o laser;
Manter a pele hidratada com produto indicado pelo dermatologista;

Quantas sessões são necessárias

A quantidade de sessões vai depender do tipo de melasma (dérmico, epidérmico ou misto), gravidade das lesões, tonalidade da pele, resposta individual ao laser, tipo de laser utilizado. As sessões variam de 3 a 10, com intervalo entre as sessões de 1 mês. Lembrando que os protocolos mudam conforme a máquina de laser, a expertise do seu dermatologista, o seu tipo de pele, o grau do seu melasma, dentre tantos outros fatores. 

Os resultados podem ser notados a partir do primeiro mês.

Os benefícios do laser de picosegundos

O tratamento a laser é bastante eficaz no clareamento das manchas de melasma, pois potencializa e acelera o processo de clareamento e controle das suas manchas quando associado aos demais tratamentos.

Se você tiver olheiras, manchas de sol, o laser também pode melhorar essas questões também. Veja a seguir outros benefícios do laser de picosegundos.

Outros benefícios do laser

Olheiras
Manchas de sol também conhecidas por melanose solar
Manchas de acne
rejuvenescimento da pele

Quem não pode fazer o laser (contra indicações)

infecção bacteriana na face;
ferida na face;

Onde fazer o tratamento de laser para melasma

No consultório dermatológico. Somente o dermatologista pode diagnosticar a condição, definir o tipo de laser adequado e conduzir o tratamento. O procedimento deve ser feito em consultório registrado por um profissional com CRM ativo e cursos que o capacitem para esse tipo de terapia.

Leia mais sobre o melasma e suas principais causas!

 

AGENDAMENTO ONLINE

Agende uma consulta através do nosso WhatsApp

Dra. Juliana Toma – Médica Dermatologista pela Universidade Federal de São Paulo – EPM

Clínica no Jardim Paulista – Al. Jaú 695 – São Paulo – SP

Agende uma Consulta e saiba mais sobre os tratamentos e protocolos estéticos mais indicados para potencializar suas características naturais.

Dra. Juliana Toma

CRM-SP: 156490 / RQE: 65521. Médica Especialista em Dermatologia pela SBD. Residência Médica em Dermatologia pela UNIFESP - Universidade Federal de São Paulo. Pós-Graduação em Dermatologia Oncológica pelo Instituto Sírio Libanês. Pós-Graduação em Pesquisa Clínica - Principles and Practice of Clinical Research - Harvard Medical School (EUA).

Deixe o seu comentário