Laser para melasma – saiba tudo sobre

O surgimento de manchas é uma das maiores queixas de quem busca tratamento de pele. O laser para melasma se mostrou um das mais eficientes terapias para clarear as manchas causadas pela condição. 

Leia mais sobre o melasma e suas principais causas!

A laserterapia se mostrou eficaz, pois estimula as células mais profundas da derme, chegando a todos os pontos em que ocorreu a hiperpigmentação. Devido a essa característica, é indicada também para manchas solares em geral, manchas rosáceas, redução de pequenos vasos aparentes, entre outras marcas do tempo. 

Continue lendo o post, entenda como o laser atua nas células da pele, seus benefícios, indicações, contraindicações e tudo mais que você precisa saber antes de buscar esse tipo de tratamento. Acompanhe!

Como funciona o laser para melasma

O laser é comumente indicado pelo dermatologista para atenuar rugas, cicatrizes, remoção de pelos, flacidez, redução de poros e manchas escuras, mas também para clarear manchas de melasma. 

O termo laser refere-se à sigla inglesa para Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation. Na dermatologia, a tecnologia visa a produção de radiação eletromagnética a partir de um aparelho específico com diversas finalidades. 

No caso das manchas de melasma, o objetivo é atingir um alvo e aumentar sua temperatura. Assim, promove sua modificação física, química e biológica pelo calor. 

Esses pigmentos são fracionados e destruídos e em seu lugar novas células “crescem” sem a hiperpigmentação característica. Dessa forma, é possível atenuar as manchas e uniformizar o seu tom  até que fique semelhante ao da pele de tonalidade normal do paciente.

Quando é indicado

Uma revisão de pesquisa mostrou que mulheres com melasma na gravidez e que não planejam engravidar novamente são boas candidatas ao tratamento a laser. 

Além delas, pessoas com melasma resistentes a outros tratamentos e pessoas que querem tratamentos mais rápidos também são boas candidatas a esse tipo de tratamento.

Tipos de laser para melasma

Atualmente existem as seguintes opções de lasers para o segmento dermatológico:

PicoSure

O PicoSure é um laser capaz de transformar energia em pressão e calor. Ele age rapidamente na origem do melasma, mesmo os mais profundos (do tipo epidérmico e misto). 

O procedimento em si é rápido, com sessões que duram pouco mais de 30 minutos. Pode causar um pequeno desconforto ao paciente, como sensação de formigamento, algo semelhante a um elástico estalando na pele. 

Fracionário

O laser fracionado (resurfacing) faz perfurações microscópicas semelhantes ao microagulhamento na pele, estimulando o crescimento de células cutâneas não hiperpigmentadas. 

As sessões duram entre 40 e 60 minutos e também podem gerar uma sensação de formigamento. Por isso, é aplicado anestésico antes do procedimento. A pele tende a ficar vermelha ou descolorida, mas em poucos dias volta ao normal.

Luz pulsada (IPL)

Utiliza luzes multiespectrais em diferentes comprimentos conforme a região e o objetivo do tratamento. O objetivo é a quebra das moléculas de melanina para estimular o clareamento. 

Com menor tempo de recuperação, o paciente pode apresentar sensibilidade na região, vermelhidão e descamação discreta. Cada sessão dura em média 40 minutos.

Q-Switch

O princípio do Laser Q Switch é a fototermólise seletiva, ou seja, a quebra de moléculas de melanina em pedaços menores pelo calor. Esses pedaços menores são removidos do corpo naturalmente. 

Cada sessão dura em média 40 minutos.

Cuidados após as sessões

Independente do tipo de laser utilizado, é necessário tomar alguns cuidados nos dias seguintes ao tratamento para evitar queimaduras, lesões e potencializar seus efeitos. Entre eles é importante ressaltar:

Evitar exposição solar durante 15 a 20 dias depois da aplicação do laser;
Usar protetor solar com alta proteção na região tratada;
Evitar banhos de piscina ou de mar nos 3 primeiros dias;
Manter a pele hidratada com produto indicado pelo dermatologista;
Fazer compressas com água gelada para acalmar a pele e proporcionar alívio caso tenha algum ardor ou sensibilidade na região tratada;

Quantas sessões são necessárias

A quantidade de sessões vai depender do tipo de melasma (dérmico, epidérmico ou misto), gravidade das lesões, tonalidade da pele e sensibilidade ao laser. Na maioria dos casos, entre 3 a 5 sessões, com intervalos de 30 a 45 dias, são necessárias para notar as mudanças no aspecto das máculas de melasma. 

Os resultados são visíveis após o primeiro mês, com expressiva melhora entre 3 e 6 meses.

Contra indicações

Há uma série de contra-indicações, são elas:

Gestantes e lactantes;
Quando há alguma infecção bacteriana na face;
Quando há alguma ferida na face;
Sobre a retina;
Sobre neoplasias.

Os benefícios do laser 

O tratamento a laser é bastante eficaz no clareamento das máculas de melasma, pois atua diretamente nos melanócitos (células responsáveis pela produção de melanina). 

O laser também pode ser usado para os seguintes tratamentos:

Rejuvenescimento facial

O laser estimula a produção de colágeno novo e elastina, contraindo as fibras existentes. O que vai melhorar o aspecto da pele, seu tônus, brilho e elasticidade. Esse tipo de tratamento é progressivo, com sessões entre 30 e 45 dias.

Olheiras 

O tratamento de luz pulsada é o mais indicado para olheiras, visto que elimina as moléculas responsáveis pelo escurecimento da região.

Depilação

Uma das principais aplicações do laser é a depilação, cujo objetivo é eliminar definitivamente os pelos.

Remoção de vasinhos

O tratamento com laser é uma ótima opção terapêutica para a rosácea, contribuindo para eliminação daqueles pequenos vasinhos vermelhos que ficam próximos do nariz e bochechas. 

Onde fazer o tratamento de laser para melasma

No consultório dermatológico. Somente o dermatologista pode diagnosticar a condição, definir o tipo de laser adequado e conduzir o tratamento. O procedimento deve ser feito em consultório registrado por um profissional com CRM ativo e cursos que o capacitem para esse tipo de terapia.

Leia mais sobre o melasma e suas principais causas!

 

Deixe o seu comentário

Abrir chat
Agende sua avaliação