ARTIGO

12 hábitos que causam envelhecimento precoce da pele

Você provavelmente conhece bem os sinais do envelhecimento precoce, dentre os mais famosos, marcas de expressão, rugas e flacidez que surgem antes do tempo esperado. 

O processo de envelhecimento tem início aos 30 anos de idade e vai se tornando mais intenso após os 40 anos. Na verdade, o tempo de envelhecer depende de dois fatores, 20% da genética e 80% dos hábitos de vida. 

Isso quer dizer que envelhecer bem e com saúde, ou melhor, envelhecer no tempo certo e quem sabe até mesmo estender a sua juventude depende exclusivamente de você. 

A seguir apresentaremos 12 hábitos que causam envelhecimento precoce da pele. Informe-se e previna-se! 

1 – Exposição ao sol

A exposição excessiva ao sol danifica consideravelmente a saúde da pele, um de seus mais relevantes malefícios é a degeneração progressiva da pele, o que leva ao aparecimento de rugas e manchas. 

Em casos mais graves, pode ocasionar o desenvolvimentos de câncer de pele, que corresponde a 30% dos tumores malignos do país, de acordo com a Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. 

A falta de proteção solar é uma das principais causas do envelhecimento precoce da pele. Tal influência tem relação com seu grande potencial oxidante. Quando a radiação atinge a pele, altera diretamente o DNA das células cutâneas, provocando uma série de reações químicas em suas fibras colágenas e elásticas. 

As rugas, sardas, flacidez e uma maior aspereza da pele são algumas das consequências disso. Dentre as áreas do corpo mais atingidas estão rosto, colo, pescoço e mãos. 

No entanto, vale lembrar que o sol é extremamente importante para a saúde da pele. Tomar sol pela manhã, por exemplo, é uma ótima fonte de vitamina D.

É necessário encontrar equilíbrio. 

Uma boa maneira de prevenir a pele da exposição excessiva à luz solar é utilizando o protetor diariamente. É recomendado um filtro com FPS 15 no mínimo.

Vale lembrar que o protetor não permanece funcional ao longo do dia inteiro, por causa disso, são essenciais reposições de pelo menos duas em duas horas, em especial se for passar muito tempo exposto. 

Para quem trabalha em áreas abertas, além do protetor, recomenda-se o uso de outros tipos de proteção, o que inclui camisas, capacetes e proteção para pescoço. 

2 – Poluição

Viver em ambientes poluídos também pode provocar envelhecimento precoce da pele. Esta relação é explicada pela menor quantidade de oxigênio disponível no ar, o que reduz consideravelmente a oxigenação dos tecidos e órgãos.

Além disso, a poluição pode levar a infiltração de toxinas na pele, estimulando reações de oxidação e a formação de radicais livres, os principais agentes do processo de envelhecimento. As consequências disso surgem não só na pele, mas em todo o organismo. 

Este contato excessivo entre o corpo e um ambiente poluído gera uma aparência cansada e envelhecida no corpo, principalmente na região da face, que está constantemente exposta. 

A dica para driblar esse problema é cuidar da saúde do corpo e da pele, utilizar filho solar, manter a pele hidratada, alimentar-se bem e praticar atividades físicas são boas sugestões. 

Se possível, mantenha contato com a natureza e fuja de zonas muito poluídas, se você vive em um grande centro, procure bairros mais distantes da área industrial, prefira ruas que possuam árvores e faça sua parte pela construção de um mundo mais sustentável. 

3 – Estresse

Você provavelmente já deve ter ouvido falar que quem vive muito estressado envelhece mais rápido. Poderíamos comparar a aparência de uma pessoa de 40 anos que vive uma vida tranquila e outra que está circulada por um ambiente hostil e estressante e perceberíamos nitidamente a diferença. 

A explicação por trás disso é simples. O estresse estimula a produção de radicais livres, intensificando a oxidação das células, e consequentemente, levando ao envelhecimento precoce da pele e também do corpo de uma maneira geral. 

Isso acontece devido à alterações na renovação do ciclo celular, produzidas pela alteração do DNA da célula causadas por agentes inflamatórios. Por se estar em um estado de luta ou fuga, o corpo tenta se proteger de todas as formas, e com o tempo, quando por algum motivo esse estado se prolonga, acaba acarretando danos a si próprio.

As primeiras consequências aparentes de tudo isso são a degradação do colágeno e o acúmulo de elastina, fazendo com que a pele fique fotoenvelhecida

Além das mudanças na pele, as reações inflamatórias citadas levam ao aumento dos níveis de colesterol ruim, concentração de gordura no fígado, elevação da pressão arterial, produzem um maior risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2, aterosclerose e doenças cardíacas. 

Em um mundo tão corrido e conturbado, como tratar o estresse? 

Recomendamos que combine momentos de lazer em meio ao trabalho, tire tempo para a família, para sua saúde e para fazer o que você gosta. Aprenda a lidar com as preocupações. Atividade física, meditação, acupuntura e terapia podem te ajudar nesse sentido.

4 – Má Alimentação

Existem diversos motivos para uma má alimentação ser considerada um dos hábitos que causam o envelhecimento precoce

Para começar, o excesso de peso gera uma série de mudanças estruturais na pele, afetando principalmente o colágeno, substância responsável pela sustentação e firmeza deste tecido. Como resultado, as rugas aparecem mais cedo e a aparência flácida, típica da terceira idade, também. 

Além disso, pessoas que mantêm uma dieta rica em gordura e alimentos industrializados tendem a produzir mais radicais livres se comparadas a indivíduos que mantêm uma alimentação balanceada.

O açúcar também é um grande vilão, adicionalmente a todos os outros malefícios dos quais você já deve ter ouvido falar, o excesso de carboidratos causa inflamações nas células, promovendo estresse oxidativo, um grande causador do envelhecimento precoce. 

Não poderíamos deixar de falar sobre a importância de alguns alimentos, como frutas, legumes e verduras, que são em sua maioria ricos em substâncias antioxidantes, que ajudam a combater os radicais livres e a manter a saúde e a beleza da pele por mais tempo. 

Para lidar com este tipo de problema não há segredo, mantenha uma alimentação balanceada e cuidado com os excessos, em especial de carboidratos e gorduras.

A água é responsável por nutrir a pele e contribui para eliminação das toxinas acumuladas.

5 – Desidratação

A água é essencial ao bom funcionamento do corpo, inclusive para a saúde da pele. Por causa disso, a desidratação é um problema sério e acarreta uma série de danos ao organismo, dentre eles, o envelhecimento precoce. 

Geralmente, quando falamos em hidratação da pele logo pensamos em cremes e hidratantes. Tudo bem, eles são realmente importantíssimos e também ajudam na prevenção contra rugas e manchas.

Mas, não podemos deixar de considerar a hidratação por dentro. A água é responsável por nutrir a pele e contribui para eliminação das toxinas acumuladas. 

Aliando os dois tipos de hidratação você irá obter uma pele cada vez mais saudável e bonita, além de mantê-la jovem por mais tempo.

6 – Tabagismo

Sem dúvidas, um grande responsável pelo envelhecimento precoce da população. Fumantes crônicos costumam ter que lidar com consideráveis mudanças na pele ainda muito jovens. Geralmente essas pessoas possuem pele mais grossa e amarelada, alterações provocadas pela infiltração das substâncias da fumaça. 

Além disso, as rugas surgem mais cedo, em especial ao redor da boca. Olheiras profundas e dentes amarelados também estão entre as consequências do tabagismo. 

Concomitantemente às mudanças estéticas apresentadas, começam a aparecer os sinais funcionais dos danos provocados pelo fumo. 

O cigarro produz alterações nos genes das células, alterando a sua formação. Com isso, o sistema imunológico vai se tornando enfraquecido e um altíssimo número de radicais livres acaba sendo produzido. 

Sem falar na redução da oxigenação dos tecidos, que como vimos anteriormente, também intensifica o envelhecimento da pele e do corpo.

Não há outra forma de evitar tais consequências, a não ser parando de fumar. Hoje em dia existem diversos tratamentos para esses casos, se preciso, procure ajuda médica. 

7 – Sedentarismo

O sedentarismo acelera o processo de envelhecimento. Além disso, favorece uma série de doenças. A falta de atividade física prejudica o coração, os pulmões, o sistema músculo-esquelético, prejudica a qualidade do sono e contribui para o estresse, para a ansiedade, para depressão, e claro, para o sobrepeso. 

O sedentarismo aumenta consideravelmente a produção de radicais livres levando ao envelhecimento precoce. E tem mais, a falta de exercícios prejudica o sistema locomotor, um dos mais atingidos pelo desgaste do tempo. 

Ter uma vida ativa é um dos segredos para manter-se jovem por mais tempo e manter a saúde durante a terceira idade

Desenvolva uma rotina de atividades físicas. O mínimo de 150 minutos semanais é o recomendado pelo Ministério da Saúde. 

Escolha sua modalidade preferida, caminhada, corrida, natação, musculação, pratique um esporte, ande de patins, teste as possibilidades e veja qual delas irá te agradar mais. O importante é não ficar parado. 

8 – Ingestão de bebidas alcoólicas

A ingestão de bebidas alcoólicas, em especial o alcoolismo, possui uma forte relação com o envelhecimento precoce. 

O fígado é o responsável por metabolizar o álcool, levando cerca de uma hora para digerir uma lata de cerveja, por exemplo. No entanto, pelo menos na maioria dos casos, uma dose não é suficiente, e os apaixonados começam finalizar algumas garrafas. 

Como consequência, nem todo o álcool consegue ser digerido, permanecendo na corrente sanguínea e entrando em contato com outros órgãos. Por causa disso, acaba ocorrendo uma maior produção de radicais livres, dentre outras alterações, que promovem o envelhecimento. 

Tudo bem beber uma cervejinha ou mesmo uma dose de vinho, mas faça com moderação. E não se esqueça de cuidar da saúde, alimente-se bem, mantenha o corpo hidratado e pratique atividades físicas regularmente.

9 – Falta de sono ou sono irregular

O sono é um processo fisiológico essencial para saúde do corpo. Quem dorme mal, se torna menos produtivo, sofre com um maior risco de acidentes, pode ter problemas de memória e tem uma forte tendência a envelhecer de maneira precoce. 

Um estudo da The Sleep School e da Bensons For Beds no Reino Unido, demonstrou que mulheres que dormiam apenas 6 horas por dia tinham uma maior pré-disposição a distúrbios de pele. 

O mesmo estudo demonstrou um aumento de 45% nas rugas e 13% nas manchas. 

Em um mundo tão corrido, dormir bem parece um luxo, mas muito mais do que isso, é uma questão de saúde. 

Priorize o seu sono, se preciso crie um cronograma e pratique a higiene do sono. Existem diversos tratamentos disponíveis para quem sofre com insônia, se preciso, procure ajuda médica. Seu corpo agradece e sua pele também. 

Produtos inadequados

Alguns cosméticos são realmente úteis para os cuidados com a pele. No entanto, usar produtos que não são para o seu tipo de pele pode acabar fazendo mais mal do que bem.

Se você tem a pele mais oleosa e utiliza cremes indicados para pele seca, provavelmente irá aumentar ainda mais o excesso de sebo. O contrário também é verdade, indivíduos com pele seca, que utilizam produtos para pessoas com peles oleosas, podem ter sua condição agravada.

Este desequilíbrio pode causar obstrução de poros, manchas, acne e até descamação da pele, dando a ela um aspecto mais envelhecido. 

Consulte um dermatologista para saber quais são os produtos indicados para o seu tipo de pele e previna o envelhecimento precoce.

11 – Não remover a maquiagem

Este é um hábito ainda muito comum entra a mulheres. Dormir com maquiagem faz mal para a saúde da pele, pois obstrui os poros e atrapalha a oxigenação do tecido cutâneo, o que pode acabar causando envelhecimento precoce. 

Além disso, sem poder respirar, a pele tende a ficar mais oleosa, favorecendo o aparecimento de espinhas e cravos

Retira a maquiagem adequadamente antes de dormir e proteja a saúde e a beleza da sua pele.

12 –  Pensamentos negativos 

O último hábito da nossa lista também é muito importante. Geralmente os pensamentos negativos são causas de estresse, ansiedade, prejudicam o funcionamento sistêmico do corpo e, diante de tudo isso, podem acelerar o envelhecimento da pele. 

Ver o mundo por uma perspectiva negativa faz mal para a saúde do corpo e da mente. Quem vive desta maneira, tende a desfrutar de uma qualidade de vida mais baixa, além de se cuidar menos. 

Cuidar da qualidade dos seus pensamentos é essencial. Ria bastante, divirta-se, faça as coisas que gosta de fazer, cultive boas amizades e tire tempo para a sua família. Ter uma mente jovem também é importante. 

Como anda a saúde da sua pele? Algo tem te incomodado? Os sinais do envelhecimento já começaram a aparecer?

Entre em contato e agende uma consulta, venha se cuidar com quem entende do assunto. 

 

Deixe o seu comentário