Como tratar poros dilatados

Muitas pessoas sofrem com poros dilatados e buscam formas de escondê-los. Esses pequenos buraquinhos que surgem na pele podem causar um grande desconforto estético e baixa auto-estima. 

Apesar de ser um problema recorrente, pouca gente sabe como tratá-los, e acabam usando receitas caseiras que podem agravá-los ou ainda trazer outros problemas cutâneos. 

Leia também: Manchas na pele – Principais causas e tratamentos

Continue lendo o post, entenda quais as principais causas da dilatação dos poros, quais os tratamentos mais eficientes e como prevenir seu surgimento precoce. Boa leitura!

Design sem nome 37

Os poros dilatados são pequenas aberturas na pele em que são expelidas as secreções das glândulas sudoríparas responsáveis pela produção de suor e glândulas sebáceas responsáveis pela produção de sebo, óleo. No rosto, por exemplo, existem cerca de 300 mil poros, que em condições normais são pouco perceptíveis. 

Geralmente os poros são maiores onde há maior concentração de óleo, como na zona T (queixo, nariz e testa), no entanto, alguns fatores podem agravar a situação, tornando-os  mais perceptíveis. Entre eles:

Inclinação genética;
Envelhecimento devido à perda de elasticidade da pele;
Limpeza inadequada, visto que impurezas, resíduos de maquiagem e cremes podem se acumular nos poros;
Excesso de oleosidade na pele;
Suor em excesso;
Calor e umidade;
Ciclo hormonal;
Uso de determinados medicamentos como corticoides.

Além deles, alguns hábitos inadequados como lavar demais o rosto ou exposição prolongada ao sol sem proteção podem ressecar a pele, danificando o colágeno natural. Como resposta, o organismo produz mais sebo para nutrir o tecido cutâneo, obstruindo os poros, que acabam se dilatando.

Como tratar poros dilatados?

Dependendo da causa, ao evitar sua exposição a um determinado fator, os poros abertos tendem a fechar, no entanto, pode ser necessário tratamento. Entre as terapias com resultados mais eficientes, podemos ressaltar:

Cremes e pomadas

O tratamento tópico pode ajudar na redução da dilatação dos poros. Entre os compostos recomendados, estão aqueles que possuem em suas formulações alfa-hidroxiácidos e ácido retinoico.

Dermocosméticos

Existem várias opções no mercado, contendo em sua composição principalmente ácido retinoico, ácido salicílico e hidroxiácidos. São substâncias que promovem a esfoliação leve da pele, geralmente sem efeitos colaterais. No entanto, mesmo sem necessidade de receita para a compra é importante consultar o dermatologista.

Laser

O laser (Q Switch e Spectra, por exemplo) são recomendados para reduzir o tamanho dos poros. Em geral, a laserterapia promove a restauração da pele afetada por meio da vaporização das moléculas de água. O corpo reage criando um novo tecido epitelial e assim  se dá a reconstituição dos poros. 

As técnicas estão cada vez mais modernas, o que garante a seletividade dos poros, sem afetar a região circunvizinha.

Peeling químico

O peeling químico consiste na aplicação de um ácido em baixa concentração (geralmente o ácido retinóico a 5%) com intuito de retirar as camadas danificadas, promovendo o crescimento de uma novas camadas, mais lisas e tonificadas. Além disso, promove o rejuvenescimento facial.

Peeling físico 

O objetivo é o mesmo do peeling químico, no entanto, é utilizado um aparelho ou lixas específicas para cada situação, que promovem a esfoliação profunda das camadas de pele, dando lugar a uma camada renovada. 

Existem diferentes tipos de técnicas como, por exemplo, o peeling de cristal e o peeling de diamantes, que se diferenciam pelo tipo de ponteira.

Microagulhamento

O Microagulhamento é uma técnica que utiliza micro cânulas para fazer perfurações na pele. Elas formam pequenas feridas que inflamam e promovem a produção de colágeno novo. É utilizado para vários fins, como redução de melanoses (manchas solares), rejuvenescimento facial, redução de marcas de expressão, poros dilatados, entre outros problemas cutâneos. 

É importante ressaltar que esses procedimentos devem ser acompanhados pelo dermatologista. O  profissional vai avaliar a gravidade dos poros, e a partir daí indicar a terapia de melhor resposta, conforme as necessidades do paciente. 

Receitas caseiras ou cremes milagrosos devem ser evitados, pois além de nem sempre gerar bons resultados, podem agravar o problema ou causar algo ainda pior, como manchas ou lesões.

Design sem nome 38

Como disfarçar

A maquiagem ajuda a disfarçar os poros dilatados. Não é uma alternativa definitiva, mas ajuda a reduzir o brilho da oleosidade, que deixa os poros mais evidentes. O pó compacto e o primer são capazes de neutralizar esse efeito, mas é importante contar com produtos que não aumentem a oleosidade da pele.

Como prevenir?

É possível prevenir o aparecimento dos poros dilatados com cuidados rotineiros, são eles:

Limpeza de pele

O primeiro passo é manter a pele limpa. Quem já tem a pele oleosa deve utilizar produtos de limpeza seborreguladores, que mantêm a oleosidade ideal. Evite apenas o excesso de limpeza, pois pode haver o efeito rebote, uma resposta do organismo para repor os óleos perdidos. 

Hidratação

É importante manter a hidratação com cremes do tipo “oil free”, sem óleo na composição e não comedogênico (que causam a obstrução dos poros). 

Esfoliação 

O procedimento pode ser feito semanalmente ou quinzenalmente, conforme a oleosidade natural da pele. O intuito é remover a poluição e resíduos que por ventura estejam na pele. 

Fotoproteção

Como mencionado, o sol pode comprometer a saúde cutânea, ressecando a pele e como resposta, o corpo produz mais sebo, e como consequência, maiores as chances de abrir os poros. 

Para evitar esse e outros problemas de pele, o ideal é usar o protetor solar com fator mínimo de 30 FPS, evitar a exposição prolongada durante entre as 10 horas da manhã e 4 da tarde, além de usar roupas de fibra natural, chapéu e óculos ao se expor ao sol. 

Vale ressaltar que o dermatologista deve ser consultado para sanar quaisquer dúvidas a respeito dos poros dilatados, que comumente estão acompanhados de outros desconfortos. Somente o profissional pode indicar o melhor tratamento e produtos para poros dilatados. 

 

Dra. Juliana Toma

CRM-SP: 156490 / RQE: 65521. Médica Especialista em Dermatologia pela SBD. Residência Médica em Dermatologia pela UNIFESP - Universidade Federal de São Paulo. Pós-Graduação em Dermatologia Oncológica pelo Instituto Sírio Libanês. Pós-Graduação em Pesquisa Clínica - Principles and Practice of Clinical Research - Harvard Medical School (EUA).

Deixe o seu comentário