Artigo

Preenchimento de olheiras antes e depois

Muitas pessoas que possuem olheiras acabam com a autoestima abalada, fazem uso de maquiagem para escondê-las e até recorrem a tratamentos temporários, que não resolvem o problema por completo. 

Quando outras técnicas não funcionam, o dermatologista pode recomendar o preenchimento com ácido hialurônico, popularmente chamado de preenchimento de olheiras. 

É um procedimento, que apesar de temporário em alguns casos, reduz sensivelmente as manchas, acaba com o desconforto estético e melhora a confiança do paciente, que nota os resultados assim que sai do consultório. 

Leia também: Tudo o que você precisa saber sobre olheiras

Continue lendo o post, entenda mais sobre a técnica, quem pode fazer, quem não pode, como é feita e principalmente os resultados do preenchimento de olheiras antes e depois. Acompanhe!

O que são olheiras e como se formam

Olheiras são manchas escuras na região dos olhos formadas pelo depósito em excesso de melanina ou congestionamento dos vasos sanguíneos na pálpebra inferior. Na maioria dos casos vem de uma herança genética, desencadeada por diversos fatores, como:

  • privação do sono ou cansaço;
  • alergias ou rinite alérgica;
  • perda do tecido adiposo nas pálpebras que causam o afinamento da pele;
  • anemia causada por deficiência de ferro no sangue;
  • ato de coçar ou friccionar os olhos;
  • alimentação pobre em nutrientes;
  • excesso de álcool e/ ou tabagismo;
  • envelhecimento natural;
  • estresse;
  • irregularidades na pigmentação;
  • vida sedentária;
  • pouco consumo de água;
  • dermatites;
  • envelhecimento natural. 

Além disso, existem diferentes tipos de olheiras, conforme a causa. São elas:

Olheira profunda ou estrutural

As manchas são formadas na parte inferior da pálpebra e têm origem genética. Costumam aparecer na adolescência, no entanto, podem aparecer mais cedo por conta dos hábitos. Apresentam coloração castanha ou cinza, de acordo com a tonalidade natural da pele, além de proporcionar um aspecto cansado e triste. 

Olheira pigmentada

São as olheiras de cor marrom indo para o cinza. A razão é o aumento da produção de melanina na região. Se a pele estiver mais fina, as olheiras pigmentadas são mais evidentes. Também estão associadas ao fator genético, com mais força em pessoas da mesma etnia.  

Olheira vascular

São olheiras de cores azuladas, roxas ou avermelhadas. São resultado do congestionamento dos vasos sanguíneos e retenção de líquidos na pálpebra inferior. São mais comuns em pessoas que sofrem de estresse, cansaço ou têm dificuldade de dormir. 

Olheira sanguínea

São as olheiras de coloração arroxeada, resultado do acúmulo de hemoglobina nos vasos sanguíneos. Sua principal causa é a desidratação e alergias.

Olheiras mistas

É uma mistura de dois ou mais tipos das olheiras já mencionadas. Geralmente apresentam a cor do tipo predominante.

Design sem nome 87

Como funciona o preenchimento de olheiras

O preenchimento com ácido hialurônico é considerado pouco invasivo e com pouquíssimos efeitos colaterais, visto que a substância é produzida naturalmente pelo nosso organismo. Conforme envelhecemos, a produção reduz, diminuindo também a hidratação natural da pele. 

Como resultado, o tecido cutâneo não consegue manter a gordura da região que “derrete” causando o aspecto cansado das pálpebras. Essa redução também causa o afinamento da pele, expondo ainda mais os vasos sanguíneos. 

É como se a região ficasse com aspecto mais profundo, dessa forma, a projeção da sombra no globo ocular é maior, fazendo com que as olheiras fiquem mais evidentes. 

O preenchimento com ácido hialurônico, como o nome sugere, vai preencher a região, aumentar seu volume e acabar com o contorno escuro aparente das olheiras. Além disso, vai melhorar a hidratação da região. 

Como é conduzido o procedimento

O primeiro passo é fazer uma consulta com um dermatologista para identificar o tipo de olheira e avaliar se não é uma condição relacionada a outra doença, como anemia ou rinite alérgica. Se sim, deve-se primeiro tratar a causa e só depois, as olheiras.

O dermatologista vai fazer perguntas sobre o cotidiano do paciente, se outras pessoas da família também apresentam olheiras evidentes, quais os tratamentos que fez por conta própria, entre outras questões. 

Se for identificado que aquele tipo de olheira pode ser tratado com o preenchimento com ácido hialurônico, o passo seguinte é marcar a sessão e passar alguns cuidados para o paciente. 

Em geral, ele só vai pedir para evitar o consumo de álcool no dia anterior e suspender algum tipo de medicação que possa comprometer os resultados (se for possível). 

No dia da sessão são feitas marcações no local da aplicação, a higienização do local e a aplicação de algum anestésico, geralmente em creme ou pomada. O ácido hialurônico é injetado por meio de pequenas cânulas pelo profissional aos poucos, principalmente na região abaixo dos olhos. 

Preenchimento de olheiras antes e depois

Os resultados são evidentes logo após a primeira sessão. Se antes, a pessoa apresentava uma aparência cansada, com olheiras profundas ou ainda bolsões de gordura na pálpebra inferior, depois do procedimento, essa parte escura reduz sensivelmente. 

Além disso, o ácido hialurônico vai agir em toda a região, melhorando o tônus da pele, sua elasticidade, hidratação e brilho. 

Vale ressaltar que o preenchimento com ácido hialurônico é temporário, mas ainda assim vale a pena, pois estimula a melhora da coloração da região.

O resultado de uma aplicação pode durar entre 12 a 24 meses, dependendo de como o organismo do paciente responde, o profissional que realizou a técnica e a quantidade de substância aplicada. 

Se for necessário, o paciente pode se submeter a manutenções esporádicas, sempre que houver necessidade. Isso tudo é debatido com o profissional. 

Quais tipos de olheiras podem ser tratadas com o preenchimento com ácido hialurônico

Em geral, o preenchimento é indicado para quem possui olheiras profundas e mistas, devido às suas características. As olheiras pigmentadas geralmente são tratadas com cremes clareadores cuja formulação contém hidroquinona, tretinoína ou outro fármaco despigmentante. 

Perguntas frequentes

Algumas perguntas frequentes sobre o preenchimento de olheiras antes e depois:

Há riscos em fazer o preenchimento de olheiras?

Quando feito com profissional capacitado, em consultório específico e seguindo todas as orientações, dificilmente haverá algum risco ao paciente.

Quando surgem os primeiros resultados?

Após a primeira sessão já é possível notar os resultados, que perduram por até 24 meses, dependendo de como o paciente responde ao tratamento.

A aplicação dói?

Não, o paciente pode sentir um leve desconforto, mas como é utilizado um anestésico tópico, não sentirá nenhuma dor.

Quais os cuidados pós-procedimento?

É recomendado que o paciente evite atividades físicas nos dois primeiros dias após a aplicação, além de evitar massagens na região. Caso apresente algum edema ou inchaço, basta esperar que o próprio organismo vai se encarregar de reduzir esses efeitos colaterais em poucos dias. Se persistirem, entre em contato com o dermatologista que irá prescrever a medicação apropriada.  

 

Agende uma consulta através do nosso WhatsApp

Dra. Juliana Toma – Médica Dermatologista pela Universidade Federal de São Paulo – EPM

Clínica no Jardim Paulista – São Paulo – SP

Dra. Juliana Toma

CRM-SP: 156490 / RQE: 65521. Médica Especialista em Dermatologia pela SBD. Residência Médica em Dermatologia pela UNIFESP - Universidade Federal de São Paulo. Pós-Graduação em Dermatologia Oncológica pelo Instituto Sírio Libanês. Pós-Graduação em Pesquisa Clínica - Principles and Practice of Clinical Research - Harvard Medical School (EUA).

Deixe o seu comentário