Artigo

Dermatites típicas de inverno

Com a época das baixas temperaturas, o inverno também requer cuidados, principalmente com a pele. Nesse período é comum a vontade de tomar banho quente, demorado e como consequência diminuir a quantidade de água ingerida.

Como a pele possui uma oleosidade natural ela age para evitar a penetração das bactérias, vírus, fungos e os demais poluentes do ar. No inverno a sudorese é menor e com isto reduz as células que produzem o manto hidrolipídico, que tem o papel de proteger a pele.

Com estes fatores, além dos banhos demorados e pouca ingestão de água, a proteção da pele diminui e assim compromete a sua hidratação e favorece o aparecimento de irritações e doenças.

Diante disso, as dermatites do inverno começam a aparecer, normalmente com o ressecamento é possível agravar alguns problemas de pele.

Frequentemente, as pessoas descobrem que seu eczema ou dermatite fica particularmente ruim em partes da pele que expõem aos elementos no inverno, por exemplo, suas mãos e rosto

Dermatite atópica (ou eczema atópico)

Esta “rinite da pele” é originada pela genética, além de ocasionar eficiências de hidratação no organismo. Neste casos os sintomas são coceiras e lesões que podem levar a formar crostas e liberar secreções. Para o cuidado é importante evitar banhos quentes e demorados, além disso, as buchas não devem ser utilizadas nos locais afetados.

O sabonete deve ser próprio, portanto, use os que possuem pH mais baixo (perto de cinco).

Eczema

Oeczema consiste em inflamações que causam irritação ou alergias devido à diminuição do manto de proteção da pele.

Esta doença não é grave, mas o recomendado é procurar um especialista para orientar um tratamento específico.

Dermatite seborreica

dermatite seborreica tem como características placas avermelhadas e descamativas no rosto, tórax e couro cabeludo.

Com o tempo frio esta dermatite pode aparecer, graças aos banhos quentes, tempo seco e frio, ou ainda devido ao estresse.

Para tratamento é feito uma aplicação de medicamentos na pele e no couro cabeludo, conforme indicação do especialista, após avaliar o tipo e gravidade do caso.

Psoríase

Esta dermatite é típica do inverno tem como sintomas, as manchas avermelhada e descamativas. Os sintomas podem aparecer nos joelhos, couro cabeludo e cotovelo e até mesmo nas pálpebras.

psoríase tem origem desconhecida e é possível que seja genética, mas também pode estar associado ao uso de medicamentos, estresse emocional e baixa exposição solar.

Esta doença não é contagiosa, mas nessa época ela se intensifica, entretanto, como não existe cura, o tratamento é feito por meio do controle dos sintomas. Conforme o caso é feito fototerapia uso de corticoides, cremes, imunossupressores, medicamentos entre outros tratamentos.

Cuidados

Neste caso para evitar as dermatites de inverno, e estas doenças, o ideal é se prevenir, portanto, não deixe que a pele fique desidratada, apostem em hidratantes corporais à base de ureia, óleos vegetais e antioxidantes.

 

Use um sabonete suave

Se você tem eczema, sua pele é muito sensível. Evite sabonetes e outros produtos de banho com ingredientes indesejados. Procure sabonetes hidratantes sem fragrâncias, corantes e álcool. Pule completamente os banhos de espuma.

Não se esqueça de evitar sabonetes agressivos em seus detergentes para a roupa também. Procure detergentes formulados para peles sensíveis.

 

Experimente um hidratante espesso

Se você tem eczema, sua pele precisa de muita hidratação. Use hidratantes espessos e aplique-os imediatamente após o banho. A vaselina é uma boa opção. As loções podem não ser tão eficazes no tratamento do eczema de inverno.

Certifique-se de hidratar a pele mais de uma vez por dia.

 

Mantenha os banhos curtos

Uma das maneiras mais simples de controlar dermatites no inverno começa com o banho diário. Manter os banhos curtos é outra maneira excelente de controlar sua condição durante os meses de inverno. Como parte do plano de tratamento de eczema que seu dermatologista elabora, você precisa fazer sua parte para prevenir surtos de eczema em casa. Manter os banhos mais curtos e mais frios pode parecer um grande sacrifício no início, mas vale a pena quando você mantém sua pele saudável e livre de crises de eczema graves neste inverno.

Um longo banho quente pode ser uma ótima maneira de relaxar, mas ficar muito tempo vai tirar a oleosidade natural da pele. Como resultado, o eczema provavelmente irá piorar devido à falta de umidade da pele. É uma mudança simples, mas geralmente necessária para cuidar da pele durante o inverno.

 

 

Caso você note que esta com dermatite de pele, o ideal é procurar um médico para lhe orientar e passar os medicamentos corretos. Em algumas dermatites é utilizado pomadas à base de corticoides ou produtos que combatem a inflamação.

Agende uma avaliação através do nosso WhatsApp

Dra. Juliana Toma – Médica Dermatologista pela Universidade Federal de São Paulo – EPM

Clínica no Jardim Paulista – São Paulo – SP

Dra. Juliana Toma

CRM-SP: 156490 / RQE: 65521. Médica Especialista em Dermatologia pela SBD. Residência Médica em Dermatologia pela UNIFESP - Universidade Federal de São Paulo. Pós-Graduação em Dermatologia Oncológica pelo Instituto Sírio Libanês. Pós-Graduação em Pesquisa Clínica - Principles and Practice of Clinical Research - Harvard Medical School (EUA).

Deixe o seu comentário

Abrir chat
Agende sua avaliação