Como acabar com as olheiras em homens?

Como acabar com as olheiras em homens? Mesmo não sendo um problema de saúde, as olheiras são uma grande preocupação estética para os homens. Muitos deles acreditam que as manchas ao redor dos olhos os fazem parecer mais velhos, cansados e sem energia.  

Leia também: Tudo o que você precisa saber sobre olheiras

A maior questão aqui é o fato deles não se sentirem confortáveis com as maquiagens para escondê-las. Mas tudo bem, pois existem alternativas que ajudam a acabar com as olheiras em homens, que começam com a mudança de hábitos e vão até a intervenção cirúrgica nos casos mais graves. 

Continue lendo o post, entenda como as olheiras se formam e como tratá-las. Boa leitura!

Pele 

Em geral, a pele dos homens chega a ser 25% mais espessa (ou mais em alguns casos) do que a das mulheres. Também pode apresentar uma densidade mais alta de colágeno e elastina, assim suas olheiras podem ser menos proeminentes. 

Esse fator também reduz as chances dos homens desenvolverem olheiras azuladas, causadas pelo afinamento da pele que deixa expostos os vasos sanguíneos da região. 

Estrutura óssea 

Homens e mulheres têm estruturas ósseas diferentes, inclusive no rosto. Como essa estrutura é diferente, a forma como a sombra é projetada no canal ocular pode ser diferente, o que muda ligeiramente o tratamento. 

Basicamente, se a pessoa possui estrutura óssea forte, que mantém a área dos olhos esticada e lisa, geralmente as olheiras são menores. Já outras pessoas tendem a ter estruturas ósseas mais profundas, tornando as sombras sob os olhos mais proeminentes. 

Hormônios 

A dominância do estrogênio nas mulheres pode gerar desequilíbrios hormonais e como consequência  levar a hiperpigmentação da pele, como o melasma e as olheiras pigmentares. 

Os homens são menos suscetíveis a esse tipo de olheira devido às condições hormonais, entretanto, isso pode ocorrer, geralmente com o avanço da idade. 

Alergias 

Alergias como rinite alérgica também agem como catalisadores para as olheiras. Quem possui algum tipo de alergia pode apresentar um aspecto cansado, resultado da dilatação dos vasos sanguíneos, somada com o aumento das bolsas de pele que se acumulam na parte inferior das pálpebras. 

Mas até nesse quesito, os homens possuem uma certa “vantagem”, visto que as alergias são mais comuns em mulheres, o que significa que elas podem ser mais propensas a esse tipo de olheira. 

Design sem nome 2022 03 30T141521.940

Quais os tipos de olheiras mais comuns nos homens?

Existem diferentes tipos de olheiras, conforme o agente catalisador. Vamos colocá-las em ordem de incidência nos homens:

Olheiras sanguíneas

São as olheiras causadas por noites mal dormidas, cansaço, estresse, alimentação pouco saudável, idade, entre outros hábitos ruins. Essas e outras atitudes acabam influenciando na má circulação e no rompimento dos tecidos linfáticos e como consequência geram as olheiras sanguíneas e as bolsas sob os olhos. Apresentam tons azulados, avermelhados ou roxos. 

Olheiras estruturais (profundas)

As olheiras profundas, popularmente chamadas de “olhos fundos” são resultado da projeção da sombra sob os olhos. São de natureza genética, mas podem ser agravadas com a perda de peso abrupta e hábitos ruins. Sua coloração é castanha ou marrom.

Olheiras vasculares

Essas olheiras são causadas pelo acúmulo de vasos sanguíneos na região dos olhos em associação ao afinamento da pele, o que as deixam mais visíveis. Sua coloração mais comum é azulada ou avermelhada. 

Olheiras pigmentares 

As olheiras pigmentares são resultado da hiperpigmentação na região dos olhos. Acometem principalmente a pálpebra inferior, mas em casos mais graves podem preencher todo o canal lacrimal até um pouco abaixo da sobrancelha. São marrons, castanhas ou cinzas, dependendo da coloração normal da pele. 

Como os homens podem tratar as olheiras?  

Há diferentes abordagens, por isso é importante consultar o dermatologista que vai diagnosticar a possível causa e o tipo de olheira. Para cada uma existe uma abordagem, das quais podemos listar:

Mude seus hábitos

A mudança de hábitos pode ser determinantes para reduzir as olheiras, o que inclui:

  • Ter boas noites de sono – a falta de sono deixa o homem mais pálido, fazendo com que as olheiras e sombras fiquem mais evidentes. Além disso, utilize um travesseiro mais alto para evitar que o fluido se acumule nas pálpebras inferiores, fazendo com que seus olhos fiquem inchados.
  • Mude sua dieta – alimentos ricos em açúcar, sal e gordura contribuem para as olheiras e não fazem bem à saúde como um todo. Além de beber bastante água é importante incluir alimentos ricos em vitamina C, como laranja, brócolis, couve de bruxelas, acerola, couve flor e folhagens, pois ajudam a manter o colágeno e o ácido hialurônico na pele. 
  • Trate suas alergias – rinite, febre do feno e outras alergias causam o inchaço da pele sob os olhos, resultando em seu escurecimento da pele. Seu médico pode recomendar anti-histamínicos como cetirizina e loratadina.
  • Pare de fumar e beber bebidas alcoólicas com frequência – a fumaça do tabaco danifica a pele do rosto, quebrando o colágeno e elastina. O álcool, por sua vez, causa a desidratação e a perda de ácido hialurônico. 

Cremes e pomadas

Os cremes e pomadas agem em diferentes frentes. Aqueles compostos com agentes clareadores (hidroquinona, ácido retinóico, entre outros) ajudam a reduzir as olheiras pigmentares, enquanto aqueles que apresentam ácidos leves tratam as olheiras vasculares e sanguíneas. 

Há também os cremes com ação preenchedora, com ácido hialurônico, que ajudam no tratamento das olheiras estruturais.

Laserterapia

O laser também age em diferentes frentes, conforme o tipo de olheira. Atualmente existem mais de um tipo de tecnologia, que vai destruir o pigmento, reduzir os vasos sanguíneos e o acúmulo de hemoglobina, reduzir as bolsas abaixo dos olhos ou estimular o colágeno que vai dar mais volume à pele.

Esse é um procedimento que deve ser feito somente em consultório dermatológico e com a supervisão de um profissional capacitado. Os resultados são visíveis a partir das primeiras sessões.  

Preenchimento com ácido hialurônico

O ácido hialurônico é uma substância já presente no organismo humano, responsável por aumentar a concentração de água na pele. Quando hidratada, a pele apresenta mais volume, viço e brilho. 

O procedimento visa a aplicação do ácido em locais específicos de modo a aumentar o volume, estimular a produção de colágeno e elastina, trazendo outros benefícios além da redução das olheiras. 

Skinbooster

O Skinbooster consiste na aplicação de ácido hialurônico e outros compostos que tratam diretamente a causa da olheira. Geralmente são vitaminas (C, A e K). 

Microagulhamento

Utiliza um aparelho com micro agulhas ou cânulas, que injetam substâncias diretamente na epiderme, assim sua ação é mais rápida e duradoura. Geralmente são aplicados ácidos brandos como o kójico e vitaminas que agem de acordo com a cauda da olheira. 

Jato de plasma

O jato de plasma utiliza o gás ionizado que forma um pequeno raio que vaporiza a pele em excesso (bolsas de gordura), remove as células epiteliais danificadas e promove a produção de colágeno novo. O procedimento pode deixar uma fina crosta que desaparece em alguns dias. 

É ideal para todos os tipos de olheiras, é seguro e preciso, mas assim como os demais procedimentos deve ser conduzido por um dermatologista capacitado. 

Peeling químico

O peeling químico é uma técnica que utiliza o ácido leve, aplicado de forma controlada na pele para obter um determinado objetivo. No caso das olheiras, é usado o ácido kójico, ácido láctico ou outro ácido semelhante, de acordo com o tipo de olheira. 

O peeling vai “destruir” as camadas mais superficiais da pele e em seu lugar surge uma camada renovada, sem hiperpigmentação. O tratamento ainda estimula a produção de colágeno e elastina. 

Qual médico trata as olheiras dos homens?

O profissional mais indicado é o dermatologista. É ele quem vai conduzir o diagnóstico, aconselhar os homens, definir a terapia adequada para cada tipo de olheira, receitar remédios ou tratamentos, fazer todo o acompanhamento e sanar as dúvidas que surgirem. Escolha sempre um profissional capacitado, com registro e recomendação. 

 

Leia também: Tudo o que você precisa saber sobre olheiras

Agende uma consulta através do nosso WhatsApp

Dra. Juliana Toma – Médica Dermatologista pela Universidade Federal de São Paulo – EPM

Clínica no Jardim Paulista – São Paulo – SP

Dra. Juliana Toma

CRM-SP: 156490 / RQE: 65521. Médica Especialista em Dermatologia pela SBD. Residência Médica em Dermatologia pela UNIFESP - Universidade Federal de São Paulo. Pós-Graduação em Dermatologia Oncológica pelo Instituto Sírio Libanês. Pós-Graduação em Pesquisa Clínica - Principles and Practice of Clinical Research - Harvard Medical School (EUA).

Deixe o seu comentário