Dicas para controlar a acne no frio

A acne pode aparecer devido a hiperprodução sebácea, a mudança na formação da pele (como a queratinização) ou ser consequência do aumento das bactérias que causam inflamação.

Esta doença, que atinge pessoas de todas as idades, é mais comum durante a puberdade e no início da juventude. Algumas pessoas desenvolvem a doença mais tarde, entre os 20 e os 40 anos de idade. O distúrbio varia em suas formas, e em casos mais graves, pode deixar cicatrizes, manchas e alterações na pele.

É comum que haja piora do quadro no inverno, por isso, resolvemos desenvolver um artigo para compartilhar algumas dicas para controlar a acne no frio. 

Você já notou como as erupções cutâneas tornam-se mais proeminentes no inverno? Você faz ideia de porque a nossa pele é tão afetada pelo frio? Gostaríamos de te ajudar a entender isso melhor. 

Mas antes de compartilharmos algumas dicas para controlar a acne no frio, vamos relembrar juntamente com você questões importantes sobre essa condição. Acompanhe.

A acne é uma condição de pele caracterizada pela formação de cravos, cistos, caroços e espinhas. Tais alterações cutâneas são resultados de um processo inflamatório nas glândulas sebáceas e nos folículos pilosos, o que pode ter diferentes causas. 

Dentre as regiões mais acometidas, merecem destaque o rosto, o dorso e o peito. 

Esta doença é significativamente mais comum na puberdade. A explicação para essa grande prevalência na segunda década de vida é simples, este é um período de grandes mudanças hormonais para meninos e meninas. 

A acne tem relação direta com os hormônios sexuais, pois a elevação de seus níveis estimula a produção de gordura pelas glândulas da pele, o que pode ocasionar inflamações.

Por que a acne piora no inverno?

Você já deve ter notado que as erupções cutâneas tendem a piorar durante o inverno. A principal explicação para isso é a redução da hidratação da pele durante os dias frios. 

Os lipídios produzidos pela pele possuem propriedades antimicrobianas e formam uma barreira de proteção contra perda de água e agressores externos presentes no ambiente. Assim, previnem irritações, tornam a pele menos sensível e ajudam no combate a infecção por bactérias que provocam os famosos cravos e espinhas. 

As pessoas que já tem tendência ao ressecamento da pele, devem ficar ainda mais atentas, já que a pele acneica e desidratada pode desencadear acnes inflamatórias.

Para esses indivíduos, geralmente são recomendados produtos que promovem uma hidratação adequada, evitando o ressecamento e o agravamento da patologia. Se esse é o seu caso, não deixe de perguntar ao seu dermatologista quais são os melhores produtos para o seu tipo de pele. 

Por outro lado, mesmo nas baixas temperaturas, e apesar da redução da oleosidade provocada por ventos secos e banhos quentes, as peles oleosas geralmente continuam incomodando,

 por isso é importante  tanto uma hidratação quanto uma limpeza adequada. 

Embora pareça estranha em um primeiro momento, a situação descrita nada mais é do que um efeito rebote. A medida que o corpo perde óleo, a pele vai produzindo cada vez mais em uma tentativa de reposição. 

A conclusão aqui é simples. Não importa qual o seu tipo de pele, serão necessários cuidados especiais no inverno, em especial para controlar a acne no frio. 

Os cuidados com a pele devem ser tomados durante todo o ano, mas uma dose especial deve se dá em tempos de baixas temperaturas. Manter a rotina de limpeza diária com sabonetes suaves e que respeitam o pH da pele irá auxiliar no tratamento. 

É importante consultar um dermatologista de confiança. Não caia em receitas caseiras compartilhadas na internet, elas podem piorar a acne e ainda gerar outros problemas de saúde. Existem vários tipos de acnes e para cada um há um protocolo.

Será que é acne?

Em geral, o diagnóstico da acne é predominantemente clínico. O especialista fará uma breve anamnese em busca de conhecer melhor o histórico do seu paciente, em especial doenças de pele pré-existentes, idade inicial das lesões, ciclo menstrual e sinais de androgenização.  

Em seguida, é realizado o exame físico para avaliação da lesão, são estudados os seguintes aspectos: tipo de lesão, extensão e a gravidade da doença.

Normalmente essas duas etapas são suficientes para o diagnóstico da acne, exames completares são requeridos quando há suspeita de doenças metabólicas ou neoplásicas. 

É muito importante que seja feita a diferenciação entre a acne e outras doenças similares, como: 

  • Foliculite
  • Rosácea
  • Verruga plana
  • Adenoma sebáceo (esclerose tuberosa)
  • Miliária rubra
  • Dermatite perioral
  • Hidradenite supurativa
  • Doença de Favre-Racouchout;
  • Sífilis secundária

Como controlar a acne no frio?

1 – Procure não lavar o rosto várias vezes no dia, o ideal é lavar somente de 2 ou 3 vezes com água fria e sabonetes suaves. Para auxiliar utilize substâncias adstringentes, pois controlam a oleosidade, e evite sabonetes hidratantes, pois eles apresentam substâncias oleosas em sua composição.

2 – Utilize soluções aquosas, pois não possuem óleo. Evite loções de limpeza. Os produtos indicados são os retinóides, os alfa-hidroxiácidos, o peróxido de benzoíla e os antibióticos.

3 – Mesmo a pele oleosa precisa de hidratação, pois o excesso de produção de suor pode gerar a perda de água. No inverno ocorre a diminuição do suor o que auxilia na hidratação da pele, porém ajuda no ressecamento. Nestes casos, é preciso utilizar hidratantes que possuem fórmula não-comedogênica e do tipo oil-free. Estes produtos podem ser em forma de gel, gel-creme ou compostos de água e derivados do silicone, além de hipoalérgicos e não perfumados.

4 – A pele com acne também precisa ser protegida do sol mesmo nesse período, assim previne o câncer da pele e o fotoenvelhecimento, além da proteção ajudar a evitar a hiperpigmentação pós-inflamatória no local. Na escolha do filtro solar quem possui pele com acne deve utilizar FPS 15, no mínimo, e ser do tipo oil-free.

5 – Caso você sofra com cravos e espinhas, o ideal é utilizar produtos que controlem essas lesões e que ajudem a desobstruir os poros e diminuir as inflamações. Para encontrar a medicação ideal visite um dermatologista.

6 – Nessa época é natural beber menos água, porém isto pode contribuir para o ressecamento da pele, além disso, procure cuidar da sua alimentação e evitar alimentos gordurosos, portanto, dê preferência para legumes, verduras e frutas, e beba cerca de 2 litros de água por dia.

7 – Os tratamentos para acne vão variar conforme a gravidade, diante disso, existem casos específicos de tratamento na qual indica que seja feito no inverno.

Tratamentos para acne

Extração

Você certamente já ouviu falar que nunca devemos espremer cravos e espinhas. Porém, a extração pode sim ser benéfica, desde que feita por profissionais adequados. As limpezas de pele retiram os resíduos da pele e ajudam no controle da infecção e da oleosidade.

O tratamento pode ser particularmente interessante para controlar a acne no frio, já que melhora a saúde da pele, protegendo-a dos danos causados pela variação de temperatura. 

Medicamentos

Alguns medicamentos são recomendados para controle da acne. Dentre os mais utilizados podemos citar o benzoílo, antibióticos, retinoides, anti-seborreicos e antiandrogénicos. 

Embora sejam realmente eficientes, não devem ser utilizados sem acompanhamento médico. Bem como todos os tipos de fármacos, podem causar efeitos colaterais prejudiciais à saúde.

Fototerapia

A fototerapia é muito utilizada para tratar distúrbios de pele. Através da emissão de pulsos de luz, o tratamento age diretamente sobre a área afetada reduzindo a ação das glândulas sebáceas. 

Além disso, este tipo de técnica acelera a recuperação da pele e age no controle da inflamação, benefícios essenciais ao cuidado com a acne, inclusive no inverno.

Peeling químico

O peeling químico é um dos procedimentos estéticos mais amados e requisitados dos últimos tempos. A técnica consiste na aplicação de agentes ácidos capazes de destruir as camadas mais superficiais da pele, processo que é seguido por sua regeneração, produzindo uma aparência melhorada e um aspecto mais jovial. 

O tratamento gera ótimos resultados, clareia manchas, retira acnes e trata rugas superficiais.

Deixe o seu comentário

Abrir chat
Agende sua avaliação