ARTIGO

Cremes para olheiras

Uma das abordagens para o tratamento das indesejáveis olheiras são os cremes para olheiras. Geralmente, os cremes, séruns e géis são as terapias iniciais, indicadas em casos moderados a medianos, apresentam boa resposta aos principais tipos de olheiras, e estão aliados a poucos efeitos colaterais. 

O creme ideal age sobre cada tipo de olheira: estruturais (profundas), vasculares, sanguíneas, pigmentadas e mistas. O que vai exigir acompanhamento do dermatologista, que vai avaliar a natureza das manchas e definir o mais eficaz. 

Leia também: Tudo o que você precisa saber sobre olheiras

No post de hoje você vai entender como cada creme age de acordo com a forma como as manchas de olheiras se manifestam. Acompanhe:

Design sem nome 2022 04 04T123143.390

Olheiras vasculares

São olheiras causadas pela dificuldade da circulação sanguínea na pálpebra inferior, o que gera o acúmulo de hemossiderina, um pigmentado resultado da destruição das hemoglobinas. 

São comuns em pessoas que apresentam condições que causam problemas circulatórios na região, mas também podem ser causadas por cansaço acumulado, noites mal dormidas, estresse, entre outros problemas emocionais. 

Por conta do acúmulo de hemossiderina, apresentam coloração avermelhada, arroxeada ou azulada. Os melhores cremes devem conter os seguintes compostos: 

Cafeína 

A cafeína vai agir em mais de uma frente para as olheiras. Primeiro ela aumenta a vasoconstrição e como consequência estimula a circulação na região, o que vai reduzir as bolsas de gordura que se acumulam na porção inferior da pálpebra. 

Ao penetrar na pele, a cafeína tem propriedades calmantes, o que reduz a vermelhidão das olheiras. Também melhora a firmeza da pele, combatendo radicais livres.

Vitamina C 

Ameniza sinais de cansaço, estimula a microcirculação no canal lacrimal e reduz as bolsas que se formam abaixo dos olhos. A vitamina C também possui ação rejuvenescedora, de modo a ajudar na formação de colágeno novo.

Olheiras sanguíneas

Como o nome sugere, as olheiras sanguíneas são resultado do acúmulo de hemoglobina na região dos olhos. São mais comuns com a idade, pois a pele na região fica mais fina e elas ficam mais evidentes. 

Apresentam uma coloração mais arroxeada e pioram com a falta de hidratação ao redor dos olhos. Por esse motivo, os cremes mais indicados possuem os seguintes compostos:

Dermochlorella 

É um extrato da microalga, composto de aminoácidos semelhante à das fibras de colágeno. Sua ação é capaz de estimular a circulação, reduzir a formação de vasos sanguíneos e das bolsas que se formam na parte de baixo das pálpebras. 

Além disso, a dermochlorella pode ser usada para aumentar a síntese do colágeno e elastina. 

Extrato Glicólico de Castanha da Índia 

O extrato Glicólico de castanha da Índia é um ótimo hidratante, que possui ação anti-inflamatória capaz de reduzir o inchaço da região. É formado por flavonoides que melhoram a circulação da região dos olhos.

Extrato Glicólico de arnica

O Extrato Glicólico de arnica apresenta ação adstringente, anti-inflamatória e ativa a circulação periférica. 

Cremes com Vitamina C e Cafeína também são eficientes no tratamento de olheiras sanguíneas, pois estimulam a circulação. 

Olheiras estruturais (olheiras profundas)

As olheiras profundas têm esse nome porque a cavidade ocular causa uma projeção de sombra, o que aumenta a sensação de profundidade dos olhos. São comumente chamadas de “olhos fundos” e estão associadas à herança genética. 

Sua coloração mais comum é a castanha, mas pode ser cinza, conforme a tonalidade natural da pele. Os cremes mais indicados são aqueles que preenchem a região, são eles:

Ácido Hialurônico

O ácido hialurônico é o principal composto para tratar olheiras estruturais. É uma substância produzida naturalmente pelo organismo, mas com o tempo sua produção decai por conta do envelhecimento natural. 

Pode ser usado no tratamento tópico (cremes, géis e séruns) e no tratamento injetável. Nos cremes costuma vir acompanhado de outros compostos que aumentam sua ação hidratante. 

O ácido hialurônico vai justamente preencher o “espaço vazio” que causa o “olho profundo”, de modo a reduzir a projeção da sombra. Além disso, o fármaco ainda vai manter a pele hidratada, firme e lisa.

Hydroxyprolisilane

É um derivado do silício orgânico que aumenta o volume da região, melhora a hidratação da pele, acelera o processo regenerativo, restaurando a elasticidade e firmeza da cútis.

Olheiras pigmentadas ou melânicas

São olheiras causadas pelo acúmulo de melanina na região dos olhos, agravada pela exposição solar sem proteção. São caracterizadas por manchas marrons, cinzas ou castanhas, sendo mais comuns em pessoas de tons de pele mais escuros. 

Cremes com ação clareadora são os mais indicados:

Hidroquinona

É o principal fármaco para o tratamento de manchas de pele cuja natureza causa desordem na produção de melanina, como sardas, melasma, manchas do sol ou causadas pelo envelhecimento cutâneo. 

A hidroquinona age sobre a enzima tirosinase, de modo a inibir a ação da tirosina e assim evita a formação e acúmulo de melanina. Ao aplicar o creme com o composto, a produção de melanina reduz sensivelmente, assim há o clareamento gradual da pele. 

Niacinamida 

A niacinamida é a forma ativa da vitamina B3, um poderoso clareador de pele, indicado para o tratamento de melasma, manchas de sol, manchas causadas pelo envelhecimento cutâneo e as olheiras. 

O composto age bloqueando a transferência de melanossomos, organelas que produzem e armazenam melanina nos queratinócitos, onde ela é liberada para pigmentar os tecidos que formam a pele. Essa ação permite o clareamento gradual das olheiras.  

Ácido kójico

O ácido kójico também é bastante utilizado em casos de manchas de natureza pigmentar. O composto impede a produção de melanina e promove a descamação leve da camada superficial da epiderme, promovendo a produção de novas células sem a presença do pigmento. 

Essa renovação celular estimula o clareamento gradual das manchas em geral, incluindo as olheiras pigmentares. 

Vitamina E

Cremes com vitamina E são excelentes para a pele. Trata-se de um poderoso antioxidante, que promove a renovação celular, bem como o clareamento das manchas cutâneas. Nas olheiras, vão suavizar a cor da pele e reduzir o volume das bolsas. Também melhoram o aspecto da pele na região. 

Olheiras mistas 

São olheiras que apresentam duas ou mais características acima descritas. Geralmente soma-se as olheiras profundas com outro tipo. O tratamento aqui pode exigir múltiplas abordagens, com mais de um creme, que vai agir de acordo com o tipo de mancha e como ela se manifesta. 

Quando procurar um dermatologista?

É importante consultar o dermatologista antes de fazer o uso de qualquer tipo de tratamento, que pode não funcionar ou em casos raros trazer o efeito contrário, aumentando as manchas ou transformando-as em olheiras mistas. 

Por isso é recomendada a consulta com o dermatologista. Esse profissional vai avaliar a natureza das máculas, descobrir se está associada a alguma condição, como alergias que também precisam ser tratadas e definir o melhor tratamento. 

Além disso, também vai sanar todas as dúvidas, fazer testes, indicar outros tratamentos a fim de zelar pela saúde da pele do paciente. 

Descubra outras opções de tratamentos para olheiras! 

Agende uma consulta através do nosso WhatsApp

Dra. Juliana Toma – Médica Dermatologista pela Universidade Federal de São Paulo – EPM

Clínica no Jardim Paulista – São Paulo – SP

Dra. Juliana Toma

CRM-SP: 156490 / RQE: 65521. Médica Especialista em Dermatologia pela SBD. Residência Médica em Dermatologia pela UNIFESP - Universidade Federal de São Paulo. Pós-Graduação em Dermatologia Oncológica pelo Instituto Sírio Libanês. Pós-Graduação em Pesquisa Clínica - Principles and Practice of Clinical Research - Harvard Medical School (EUA).

Deixe o seu comentário