Aprenda mais sobre o Melanoma

O melanoma é um câncer de pele cuja origem encontra-se nos melanócitos, células responsáveis pela produção de pigmento da pele – a  melanina. Sua capacidade de metástase (espalhar-se) é muito grande, sendo assim uma das formas de câncer mais agressivo e perigoso. Ele ocorre com mais frequência nas partes mais expostas do corpo, como os olhos, pele orelhas mas também pode aparecer em regiões internas do corpo, como no aparelho digestivo e genital.  Os sinais de um melanoma são muitos e podem variar desde uma mudança no aspecto de uma pinta já existente ou no surgimento de outras. Por isso, qualquer alteração observada na pele deve ser averiguada por um dermatologista.

[su_spacer][su_spacer]

CAUSAS

atencao ao melanoma

 

O melanoma ocorre quando os melanócitos, células produtoras de melanina, que dão coloração a pele, estão desequilibradas e começam a se reproduzir de maneira desordenada. Quando ocorre um desajuste no DNA as novas células começam a se reproduzir de maneira constante, acumulando-se e formando o cancro.  Os motivos pelos quais podem desencadear essa distorção do DNA podem ser de origem genética ou ambiental, como a exposição demasiada aos raios ultravioletas e câmaras de bronzeamento.

[su_spacer][su_spacer]

PRINCIPAIS SINTOMAS

MELANOMA MALIGNO

Os principais sintomas do melanoma podem ser:

– aparecimento de manchas ou pintas com coloração diferenciada da pele, variando desde o preto, azuladas e vermelhas;

– coceira, vermelhidão e dificuldade de cicatrização da pele;

– assimetria, bordas irregulares e cores diferenciadas e surgimento de novas lesões e modificações da mesma;

– aumento do diâmetro da pinta ou da mancha.

[su_spacer][su_spacer]

FATORES DE RISCO

CARACTERISTICAS MELANOMA

         A exposição inadequada ao sol ao longo da vida pode levar ao desenvolvimento do melanoma. Muitas queimaduras e uma exposição a radiação solar sem os cuidados necessários, podem ser fatores de risco para o surgimento do câncer. Mas não se pode reduzir o fator ambiental como único responsável pelo aparecimento do melanoma, uma vez que sua incidência pode ocorrer em outros órgãos, como nos internos.

         As pessoas de pele branca, homens e acima de 50 anos são o grupo mais vulneráveis ao aparecimento do melanoma. Indivíduos com sardas, ou que tem dificuldade de se bronzear e sempre se queimam, também estão entre o grupo de risco. As pessoas que possuem muitas pintas no corpo devem ficar atentas, observando  o surgimento de novas, suas modificações no tamanho e na coloração das mesmas. Aqueles que tem a imunologia fraca e apresentam um histórico familiar de melanoma devem ficar atentos, pois o risco é maior.

         É importante lembrar que o melanoma não é o único tipo de câncer de pele. Existem outros tipos de cancro que não se transformam em melanoma. Como já dito acima, o melanoma se desenvolve nas células que formam o pigmento da pele – os melanócitos. Mas existe também o câncer tipo carcinoma espinocelular, que se desenvolve nas células epiteliais e o carcinoma basocelular que tem origem nas células basais.

[su_spacer][su_spacer]

DIAGNÓSTICO DE MELANOMA

MELANOMA LESAO BENIGNA MALIGNA

Através da coleta do tecido canceroso é possível que se realize a biopsia do mesmo, ou seja, a avaliação histológica do tecido, a fim de averiguar se o mesmo é canceroso mesmo, qual o seu tipo e grau de risco. No caso do melanoma, somente com a biópsia é possível o diagnóstico definitivo de câncer. Cirurgias para retirada do nódulo, radioterapia e quimioterapia são os principais tratamentos para a cura do mesmo.

Deixe o seu comentário