Tratamentos para Queda de cabelos

A queda de cabelo é normalmente causada por eflúvio telógeno agudo que altera o ciclo de crescimento do cabelo. Isso reduz o tempo de crescimento do cabelo e, eventualmente, faz com que ele pare totalmente de crescer.

Dependendo do diagnóstico, o tratamento pode variar. É essencial que você visite um dermatologista para estabelecer qual o tratamento ideal para o seu caso. 

A Clínica de Dermatologia Dra. Juliana Toma tem experiência em Tratamentos para queda de cabelo em São Paulo. 

Design sem nome 2022 03 31T145544.046
Dra Juliana Toma Dermatologia Sao Paulo
UM POUCO SOBRE A DRA.

Dra. Juliana Toma

CRM-SP 156490 / RQE 65521

Médica dermatologista, com Residência Médica pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP-EPM).

Especialização em Dermatologia Oncológica pelo Instituto Sírio Libanês. Fellow em Tricologia, Discromias e Acne pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Pós-Graduação em Pesquisa Clínica pela Harvard Medical School – EUA

CONHEÇA A EQUIPE
Dermatologista Especialista

Principais causas de queda de cabelo

  • Má alimentação, como uma dieta pobre em nutrientes;
  • Estresse elevado;
  • Ansiedade;
  • Eventos traumáticos;
  • Doença da tiróide, como hipertireoidismo ou hipotireoidismo;
  • Alopecia areata (doença autoimune);
  • Infeções no couro cabeludo (fúngicas ou bacterianas);
  • Doenças que causam cicatrizes;
  • Medicamentos;
  • Choques físicos;
  • Tricotilomania (distúrbio psicológico que leva uma pessoa a puxar e arrancar o próprio cabelo).
Agende via WhatsApp sua consulta

Tratamentos para queda de cabelo

Suplementação vitamínica e reposição de ferro

A reposição vitamínica e mineral é de grande valia, já que a perda de fios pode ser acentuada devido à má nutrição. Geralmente é indicada suplementação de vitaminas B12, Biotina e Ferro.

Minoxidil

Sem dúvidas, um dos medicamentos mais famosos contra calvície. O minoxidil é um remédio de uso tópico que atua prolongando a fase anágena, o que contribui para o aumento da densidade capilar. 

Os resultados chegam ao seu pico após 4 meses de uso e, em caso de descontinuação, tendem a desaparecer depois de 6 meses, retornando o quadro para seu estágio inicial.

Finasterida

O Finasterida também é um fármaco muito conhecido. Este medicamento é inibidor da 5a-redutase tipo 2 e reduz a transformação de testosterona em DHT. Sua eficácia já foi comprovada em diversos estudos, que evidenciam uma considerável melhora na aparência da região frontal do couro cabeludo, a primeira zona afetada pela calvície. 

A melhora acontece em duas fases. Primeiramente, ocorre um aumento na quantidade de folículos pilosos, e após 12 meses de uso, a espessura dos fios também começa a aumentar. 

Tais efeitos duram enquanto o medicamento for utilizado, desaparecendo após descontinuação por 12 meses.

Dutasterida

O Dutasterina é um inibidor não seletivo da 5a-redutase, capaz de controlar os níveis de DHT liberados. Seus efeitos são ainda mais potentes que o da Finasterida. Porém, por ser uma opção menos estudada, é também menos utilizada na prática clínica.

Laser de baixa penetração

O laser de baixa penetração é uma alternativa eficaz para o trato da alopécia androgenética. A luz age diretamente sobre o bulbo capilar estimulando a multiplicação das células de cabelo. Além disso, ocorre vasodilatação e um consequente aumento da nutrição da matriz capilar, tornando os fios mais saudáveis e fortes. 

Os resultados deste tratamento se tornam mais perceptíveis após 6 meses de terapia.

Eletroestimulação

A eletroestimulação é um tratamento indolor e que também gera resultados a longo prazo. A técnica consiste na aplicação de microcorrentes sobre o couro cabeludo, o que, assim como no caso da terapia a laser, estimula a multiplicação celular, interrompendo a queda e intensificando o crescimento de novos fios.

Intradermoterapia

Através de um rolo de microagulhas passado sobre o couro cabeludo são abertos pequeníssimos canais, por onde são introduzidas substâncias como silício orgânico e proteínas capazes de interromper a queda e estimular o crescimento do cabelo. 

O tratamento é levemente dolorido, mas produz resultados a longo prazo. Os primeiros sinais claros de melhora aparecem após seis meses.

Transplante folicular coronal

O transplante folicular coronal é um técnica mais avançada para o que já conhecemos como transplante capilar. Neste  caso, ao invés de enxertos de cabelo no couro cabeludo, são colocadas unidades foliculares retiradas do próprio paciente. Para que este tratamento seja possível, o indivíduo deve ter pelo menos 40% do cabelo. 

Os fios implantados caem com algumas semanas, e mais tarde o cabelo volta a crescer normalmente, completando todo o couro cabeludo em até oito meses. 

Embora se trate de procedimento longo, de pelo menos cinco horas de duração, a cirurgia é minimamente invasiva e a recuperação tranquila.

NOSSA ESTRUTURA

Clínica localizada na região dos Jardins em São Paulo

Conta com valet gratuito na porta e estacionamento no local. Amplas instalações modernas. A clínica está pronta para receber seus pacientes de forma especial, e utilizar últimas tecnologias do mercado de maneira eficaz.

Agende uma consulta através do nosso WhatsApp

Dra. Juliana Toma – Médica Dermatologista pela Universidade Federal de São Paulo – EPM

Clínica no Jardim Paulista – São Paulo – SP

CLÍNICA DE DERMATOLOGIA DRA. JULIANA TOMA

Agende sua consulta. Atendemos pacientes particulares

Dermatologia Clínica e Cirúrgica. Tratamentos Faciais e Corporais. Laser em picossegundos. Cosmiatria

AGENDE SUA CONSULTA