Preenchimento labial com ácido hialurônico – como funciona?

Uma boca carnuda é símbolo de sensualidade, talvez por isso o preenchimento labial com ácido hialurônico é tão popular entre celebridades e influenciadores digitais. O tratamento, como o nome sugere, aumenta o volume dos lábios e ajuda a delinear o contorno da boca, contudo, há outros objetivos. 

Continue lendo o post, entenda mais sobre o procedimento, a quem é indicado, quais cuidados, qual o profissional mais indicado para conduzi-lo da melhor forma possível, entre outras informações.

3 5
O preenchimento labial age na restauração do volume e da aparência dos lábios.

O que é o preenchimento labial com ácido hialurônico?

É um procedimento estético minimamente invasivo com intuito de modificar e aperfeiçoar o formato dos lábios. Utiliza basicamente uma agulha (ou cânula) para aplicar o ácido hialurônico, um tipo de ácido leve comumente usado em tratamentos estéticos, pois apresenta alto poder de hidratação, bem como alta capacidade de reter água. 

Esse ácido é produzido normalmente pelo nosso organismo, mas com o passar do tempo, as pessoas tendem a perdê-lo e o resultado é uma pele desidratada, com menos viço e densidade. Nesse sentido, o preenchimento labial age na restauração do volume e da aparência dos lábios. 

O ácido hialurônico aplicado nos lábios é de um tipo específico, mais maleável e suave para evitar que seja palpável ao toque, assim a substância não é sentida ao comer ou beijar, por exemplo. 

O intuito mais comum da técnica é proporcionar mais volume à boca, no entanto, também pode ser usado para atender as seguintes situações:

  • Dar mais conforto labial;
  • Destacar o filtro labial (aquele pequeno rebaixamento no lábio superior), para proporcionar um aspecto mais jovem;
  • Aumentar a hidratação dos lábios, proporcionando um efeito de gloss na boca;
  • Aumentar a sustentação da estrutura labial que geralmente se perde em pacientes com idade avançada.

Quais os tipos?

Atualmente existem três tipos de preenchimento labial, são eles:

  • Temporário – São feitos com ácido hialurônico ou gordura autógena (menos comum), retirada do próprio corpo do paciente. A duração é superior a 12 meses na maioria das aplicações. 
  • Semi-permanentes – A substância aplicada aqui é outra, geralmente a hidroxiapatita de cálcio e poli lactona. Dificilmente são indicados, somente em casos especiais e com acompanhamento do dermatologista, visto a possibilidade de provocar nódulos ou granulomas. 
  • Permanentes – Utiliza substâncias sintéticas (não produzidas naturalmente pelo organismo), como silicone, metacrilato ou polimetilmetacrilato. Também é pouco utilizado devido às reações imediatas ou tardias que podem gerar no indivíduo já que não podem ser absorvidas pelo organismo.

A quem é indicado?

  • Pessoas que não estão satisfeitas com os sinais do tempo nos lábios, que com o envelhecimento, se tornam naturalmente mais finos, flácidos e enrugados, ou pela ação do tabaco e exposição excessiva aos raios solares;  
  • Pessoas que estão insatisfeitas com o volume labial e querem aumentá-lo;
  • Pessoas que querem harmonizar os lábios com as demais características do rosto;
  • Pessoas com assimetria labial e que querem torná-los mais harmônicos;
  • Pessoas que apresentam qualquer patologia na região da boca e acabaram perdendo o volume e projeção labial, o que ocorre comumente após realização de algum procedimento dentário.
1 6

Como é feito o procedimento? 

Antes de tudo, o dermatologista e seu paciente fazem um levantamento das queixas. A partir de uma avaliação detalhada do rosto e suas proporções é feito um planejamento de como será o procedimento e regiões aplicadas. Na maioria das vezes, apenas a definição do contorno é suficiente, mas dependendo do caso, outras regiões recebem o preenchimento. 

Quando a substância aplicada é o ácido hialurônico o procedimento é rápido e dura pouco menos de uma hora. Inicialmente é administrada a anestesia local sob os lábios e após alguns minutos injeta-se o produto com agulha ou a cânula para dar volume. 

São feitas múltiplas aplicações, conforme a queixa do paciente. O dermatologista leva em consideração o resultado esperado, a compatibilidade biológica e a facilidade na absorção do organismo do paciente. 

O profissional realiza uma série de movimentos semelhante a uma massagem nos lábios do paciente para espalhar o ácido uniformemente. 

As áreas que podem ser preenchidas são o contorno dos lábios, filtro, arco do cupido e  tubérculos labiais. 

Quando o preenchimento é feito com enxerto de gordura, é necessário o preparo antes da aplicação e a seringa recebe esse material.

Quais os possíveis resultados?

Como mencionado, o procedimento pode ser conduzido para diferentes finalidades, dessa forma, o resultado vai depender do objetivo do paciente. Em geral, o resultado varia, mas há casos em que o ácido hialurônico age por até 18 meses.

Na primeira semana o paciente pode notar inchaço significativo nos lábios, que dura de dois a três dias após a aplicação, o que é normal e cede sem a necessidade de medicação. Também podem surgir manchas roxas (equimoses) a partir da segunda semana e desaparecem espontaneamente.

No começo da segunda semana o inchaço já diminui consideravelmente e as manchas já desapareceram, o paciente começa a notar o resultado próximo ao final. Em duas semanas ou pouco mais já se nota o resultado final, principalmente se for apenas o contorno. 

Se o intuito foi aumentar o volume, pode ser necessária uma nova aplicação 20 dias após a primeira sessão ou quando o inchaço desaparecer completamente. Essa espera é essencial para que o profissional tenha uma visão clara da anatomia dos lábios.

Quais as contraindicações

O preenchimento labial é contraindicado em casos de:

  • Alergia ao ácido hialurônico ou demais componentes aplicados durante o procedimento;
  • Feridas ou herpes nos lábios;
  • Gestantes;
  • Portadores de doenças auto-imunes;
  • Doenças oncológicas;
  • Lúpus Eritematoso Sistêmico;
  • Pneumonia ou infecções medianas/ graves.
2 7

Quais possíveis riscos?

O ácido hialurônico é uma substância já produzida pelo organismo, por isso não há riscos de rejeição do corpo. Ainda assim possíveis efeitos adversos devem ser considerados. 

Ocorre que a região labial é muito vascularizada. Isso quer dizer que o procedimento, em casos raros, pode ter riscos como embolia (obstrução dos vasos sanguíneos), congestão, necrose e sequelas.  

Contar com um bom profissional é essencial para evitar qualquer tipo de problemas.

Canal YouTube Juliana Toma

Quais cuidados seguir após o procedimento?

Ainda que o procedimento seja minimamente invasivo é importante seguir alguns cuidados, dos quais podemos listar:

  • Usar hidratante labial – a aplicação do hidratante labial evita o ressecamento dos lábios e ajuda na cicatrização;
  • Aplicar protetor labial – os lábios também sofrem com a ação dos raios solares. Para evitar manchas, aplique o protetor labial com fator mínimo de 30 FPS diariamente. 
  • Visitar o profissional que realizou o procedimento – volte ao profissional para que ele possa reavaliar o resultado e verificar se está tudo de acordo com o esperado.

Além disso, é importante:

  • Não manipular, tocar, pressionar e massagear a área tratada nos primeiros 10 dias após a aplicação;
  • Não aplicar batom ou qualquer maquiagem no dia da aplicação e nos primeiros 4 dias após o procedimento (ou até acabar o inchaço);
  • Evitar quaisquer esforços ou exercícios físicos;
  • Evitar a exposição ao sol, principalmente entre as 10 e às 16 horas;
  • Não aplicar cremes, pomadas cicatrizantes e outros produtos na região no período de 48 horas;
  • Não fazer outros procedimentos estéticos como peeling ou microagulhamento por 30 dias.

Mitos e verdades sobre a técnica

Sempre há informações conflitantes sobre o preenchimento labial. Vamos elucidar as principais dúvidas:

Muitas pessoas chamam de botox. É a mesma coisa?

Não, são procedimentos completamente diferentes.  O botox (toxina botulínica) também é aplicado no rosto, mas não com o mesmo intuito que o preenchimento labial. O botox é muito utilizado para amenizar rugas e o bigode chinês, pois age para reduzir a ação dos músculos e não como preenchimento dos lábios.

Os lábios costumam ficar  inchados após o procedimento? Quanto tempo demora até eu ver o resultado? 

Os lábios podem ficar inchados durante a primeira semana após a aplicação, mas em poucos dias o edema desaparece. O local pode ficar um pouco roxo e os resultados efetivos (após o inchaço acabar) aparecem após 3 semanas. 

É seguro?

Sim, mas assim como muitos outros procedimentos estéticos, há alguns riscos que podem ser reduzidos com avaliações prévias e cuidados simples. 

É possível reverter o resultado?

Sim, mas não é indicado. O ideal é esperar, mas se não for esse o caso, o dermatologista pode aplicar a enzima hialuronidase que degrada o ácido hialurônico. O risco aqui é que toda vez que essa substância é usada pode destruir não só o produto injetado, como também o ácido hialurônico natural do organismo.

Somente o dermatologista pode fazer o preenchimento labial?

O procedimento pode ser conduzido por dermatologista e cirurgiões plásticos.

Cremes e séruns fazem a mesma coisa que o ácido hialurônico?

Não, os cremes que apresentam o ácido hialurônico em sua composição, têm o intuito de melhorar o aspecto e hidratação da pele, no sentido de recuperá-la, mas não preenchem os lábios. 

AGENDAMENTO ONLINE

Agende uma consulta através do nosso WhatsApp

Dra. Juliana Toma – Médica Dermatologista pela Universidade Federal de São Paulo – EPM

Clínica no Jardim Paulista – Al. Jaú 695 – São Paulo – SP

Agende uma Consulta e saiba mais sobre os tratamentos e protocolos estéticos mais indicados para potencializar suas características naturais.

Dra. Juliana Toma

CRM-SP: 156490 / RQE: 65521. Médica Especialista em Dermatologia pela SBD. Residência Médica em Dermatologia pela UNIFESP - Universidade Federal de São Paulo. Pós-Graduação em Dermatologia Oncológica pelo Instituto Sírio Libanês. Pós-Graduação em Pesquisa Clínica - Principles and Practice of Clinical Research - Harvard Medical School (EUA).

Deixe o seu comentário